Quem somos

“Eu era migrante e vocês me acolheram” (Mt.25,35)

 

O Serviço Pastoral dos Migrantes, o SPM, é uma Pastoral Social que integra a Comissão 8 da CNBB – Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Social Transformadora e Setor Mobilidade Humana da CNBB. É uma ação específica da Igreja que tem como centralidade a acolhida da pessoa do migrante, seja nos locais de origem como de destino, e a defesa dos seus direitos, independente de raça, credo, cultura ou gênero.

A Comemoração do dia do Migrante foi definida em 1969, pelo Papa Paulo VI, ficando a cargo da Igreja de cada país a escolha da data a ser celebrada. Em 1979, por ocasião da 17ª Assembleia Geral da CNBB, decidiu-se que a Celebração do dia do Migrante no Brasil seria no dia 25 de junho, se for um domingo, caso contrário no domingo anterior.

O SPM foi fundado em 1985, fruto da Campanha da Fraternidade de 1980, cujo Lema era “Para onde vais”. Seu objetivo geral é suscitar, articular e dinamizar a organização coletiva dos migrantes à luz da evangelização inculturada que possibilite a serem protagonistas da história na construção de uma sociedade justa e solidária, em uma atitude de acolhida às diferenças, sinal do Reino de Deus.

Tem como missão construir processos organizativos, defender os direitos humanos, econômicos, sociais, culturais, religiosos e ambientais, sendo presença profética no enfrentamento da (i)migração forçada. É um serviço que ganha força e se realiza através da FIA – Formação, Incidência e Articulação.

3

Desafios

  • O tráfico de pessoas e o trabalho escravo – com aliciamento de migrantes para o trabalho no monocultivo de cana-de-açúcar, laranja, eucalipto, café, etc.; em obras de grandes projetos privados e públicos, como barragens, rodovias; oficinas de costura;
  • Chegada dos imigrantes haitianos, congoleses, malineses, nigerianos, senegaleses, bengaleses, chineses, venezuelanos, etc. em São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Fortaleza, Brasília, Rio de Janeiro, Amazonas, Roraima, entre outros. A maioria deles professa outros credos religiosos, que não o catolicismo. O desafio é como implementar uma liturgia libertadora a partir da realidade desses novos rostos da migração;
  • Maior presença de pessoas que solicitam refúgio contra perseguições religiosas, política, cultural, guerras civis, narcotráfico, pobreza, etc.;
  • Preconceito e xenofobia;
  • A questão da moradia, assim como de documentação, emprego, escola, saúde, tem afetado diretamente os/as migrantes e imigrantes;
  • Fortalecer a luta pela regulamentação Lei de Migração;
  • Incidência política no enfrentamento aos poderes locais, estaduais e nacional, que são conservadores, e combate ao monopólio dos meios de comunicação social.

            Empenhos assumidos

2.JPG

  • Trabalho corpo-a-corpo, com visitas, presença, missões populares, novenas, celebrações com símbolos dos migrantes, devoções marianas, ecumenismo;
  • Formação de lideranças migrantes a partir de estudos, divisão de responsabilidades e participação de conselhos populares;
  • Valorização da Cultura e religiosidade popular, com especial atenção à juventude e às mulheres.

Avanços

  • Consolidação da Semana do Migrante que teve início em 1986 e neste ano realiza, em parceria com Caritas Brasileira, sua trigésima terceira edição, sempre tendo como referência o tema da CF que é trabalhado na ótica das migrações;
  • Definição de um plano nacional mínimo de formação;
  • Trabalho em rede e parceria com as Pastorais Sociais, congregações missionários e missionárias Scalabrinianos, movimentos sociais, Grito dos Excluídos e Rede Jubileu, Fórum das Pastorais do Campo;
  • Visibilidade da causa Migratória, com protagonismo dos migrantes e refugiados.

São ações que fortalecem e animam as equipes locais da Pastoral dos Migrantes nos vários Estados.

2.2

Equipes de todo o Brasil do SPM se reúnem em Assembleia de 2 em 2 anos

 

A Secretaria Nacional do SPM funciona na cidade de São Paulo no seguinte endereço:

Rua Caiambé, 126 – Ipiranga – Cep 04264-060

Fone/Fax: (11) 2063.7064

Secretaria do Grito dos Excluídos: (11) 22670627

Correio Eletrônico: spm.nac@terra.com.br    ou   secretaria.spm.nac@terra.com.br

 

A Coordenação Nacional do SPM 

Presidente: D. José Luiz Ferreira Salles – Bispo da arquidiocese de Fortaleza-CE

Vice Presidente: Pe. Mario Geremia,  Rio de Janeiro – RJ

Secretária: Ir. Orila Tavessini,  Porto Velho -RO

Vice Secretária: Ir. Ana Maria Delázeri

Tesoureiro: Miguel Angel Ahumada

 

Conselho Fiscal Titular:

Thiago Costa de Almeida
Rosane Costa Rosa
Shirley Luis da Silva

Conselho Fiscal Suplente:

José Roberto Rodrigues dos Santos
Bruno Araújo Barros
Ir. Darcila Antoniolli

Colegiada executiva:

Pe. Mario Geremia Rio de Janeiro – RJ

José Roberto Saraiva dos Santos – PE

Maria Ozania Silva – GO

 

EQUIPE DA SECRETARIA NACIONAL:

Antonio Marcos de Oliveira, Ari Alberti, Janeth Maria, Roberval Freire da Silva e Veridiana Vieira.

Uma resposta a Quem somos

  1. efra diz:

    felicidades

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s