DIGA NÃO AO ABANDONO DOS HAITIANOS EM SÃO PAULO E SIM POR UMA GESTÃO MIGRATÓRIA!

TO: PRESIDENTE DILMA, MINISTROS DA JUSTIÇA, DO TRABALHO E EMPREGO E DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO E PREFEITO DA CIDADE DE SÃO PAULO

479 

of 500 signatures

Campaign created by Missão Paz

A porta de entrada de muitos haitianos para o Brasil continua sendo o Acre. São aqueles que não conseguem o visto nos consulados brasileiros de Porto Príncipe ou de outras cidades. Estes acabam confiando em “coyotes” que, recebendo em média 4/5 mil dólares, os levam até a fronteira com o Brasil.

Em abril de 2014, a cheia do Rio Madeira isolou um grande grupo de haitianos e algumas centenas de senegaleses. Ao todo, eram quase 2 mil pessoas sem condições de prosseguir a viagem. Diante disso, o Governo do Acre, com o apoio do Governo Federal ajudou, transferindo-as de ônibus até São Paulo. A cheia do rio Madeira terminou, porém a transferência de Haitianos do Acre para São Paulo continua até hoje.

Esta ação que, num primeiro momento, pode ser considerada como humanitária pelo fato de ajudar os haitianos (e outros) a se deslocarem do Acre para São Paulo e outras regiões,  transforma-se num drama pela falta de gestão e coordenação eficazes por parte do Governo Federal. Parece não existir diálogo entre as diferentes esferas (Federal, Estadual e Municipal). Se o poder público planeja uma ação de transferência de imigrantes deve incluir também o destino como parte do planejamento. Desde abril de 2014 até hoje os imigrantes que chegam na rodoviária Barra Funda encontram a ausência de informações. Não há um ponto que gerencie a chegada deles à capital paulista.

Diante desta situação a Missão Paz pede:

° Um ponto de informação e orientação na Barra Funda (São Paulo), enquanto persistir esta ação de transferência de um estado para outro.

° A disponibilização de mais vagas para acolhida de imigrantes e refugiados, através da criação de mais abrigos específicos ou reservando parte dos abrigos da prefeitura só para imigrantes, pois estes necessitam de atenção específica.

° Emissão da carteira de trabalho no local de entrada (Acre), visto que existe uma demora de emissão das carteiras de trabalho em São Paulo.

DIGA NÃO AO ABANDONO DOS HAITIANOS EM SÃO PAULO E SIM POR UMA GESTÃO MIGRATÓRIA!

http://campaigns.walkfree.org/petitions/diga-nao-ao-abandono-dos-haitianos-em-sao-paulo-e-sim-por-uma-gestao-migratoria#

Podem divulgar em suas redes sociais.
Pedimos seu apoio para uma ação que estamos realizando em favor dos Haitianos que continuam chegando em São Paulo vindos do Acre. Aqui na Missão Paz estamos acolhendo pessoas no salão para comer e dormir. Como já ocorreu em Abril e Maio de 2014. Sem falar dos que estão na casa do Migrante. Por exemplo, ontem à noite tínhamos 107 no salão e 110 na casa do Migrante. Nos últimos 10 dias chegaram na rodoviária de Barra Funda (SP) 8 ônibus!!!!!

Diante disso elaboramos um texto com 3 (três) pedidos bem claros direcionados as autoridades competentes.

Muito obrigado

Paolo Parise

Sobre SPM - Serviço Pastoral dos Migrantes

O Serviço Pastoral dos Migrantes (SPM) é uma Pastoral Social, vinculada à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), fundada em 1985, que promove os direitos humanos, sociais, econômicos, políticos e culturais dos migrantes e imigrantes e comunidades de origem, trânsito e destino.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s